19, maio, 2024
Anexo:Lista De Património Da Humanidade Em Equador

Anexo:Lista De Património Da Humanidade Em Equador

Anexo:Lista De Património Da Humanidade Em Equador 1

Situadas no Pacífico, a em torno de mil quilômetros do continente sul-americano, estas dezenove ilhas de origem vulcânica e reserva marinha circundante são um museu e um laboratório vivo de prosperidade, únicos no mundo. As Galápagos estão situadas pela confluência de três correntes oceânicas e concentram uma amplo pluralidade de espécies marinhas. A sua actividade sísmica e vulcânica ilustra os processos de tua geração geológica.

Este parque de extraordinária beleza natural, retém 2 vulcões ativos e conta com toda a linha vertical de ecossistemas, desde as florestas tropicais até as geleiras. Suas paisagens oferecem surpreendentes contrastes entre os picos nevados e florestas de planície. Por outro lado, o teu isolamento facilita a protecção das espécies em perigo de extinção que o povoam, como a anta da montanha e o condor dos Andes.

  • Vinte e nove de maio de 2084. Passaram mais de cem anos, e continuamos sendo vigiados
  • 2 O Museu da Trindade
  • quatrorze de agosto-Boom (Bélgica), inaugura o festival Tomorrowland
  • Oh, eu… o Robin! Não te voltes para encerrar em sua carapaça
  • 8 A Rebelião de Kronstadt e da NEP
  • A American Counseling Association

Santa Ana dos Rios da Bacia está localizada em um vale da cordilheira dos Andes, ao sul do Equador. A inscrição nesta tabela é a primeira fase para cada futura candidatura. Os blogs que seguem estiveram anteriormente na listagem Indicativa, mas foram retirados ou recusados pela UNESCO. Os websites que ainda estão incluídos em algumas entradas da tabela Indicativa, ou que foram aceitos e são fração de sítios do Património Mundial não se adicionam nesse lugar.

O povo zápara vive numa região da floresta amazônica, situada entre o Peru e o Equador. Estabelecidos em uma das regiões do universo mais ricas em biodiversidade, os záparas são os últimos representantes de um grupo etnolinguístico que compreendia muitas outras populações antes da vitória espanhola.

Quatro séculos de história marcados pela vitória espanhola, a escravidão, as epidemias, as conversões forçadas, as disputas ou desmatamento têm dizimado a esse povo. Entretanto, apesar de tantas ameaças, os záparas souberam conservar com obstinação seus conhecimentos ancestrais. Graças aos casamentos com outros povos indígenas (quechuas e mestiços), este povo conseguiu sobreviver.

Mas esta dispersão implica bem como a perda de uma parcela de sua identidade. A circunstância atual do público zápara é crítica e não se exclui o traço de extinção. Em 2001, o número de záparas não superava os 300 (200 no Peru e 100 no Equador), dos quais só 5, de mais de setenta anos, ainda falam a língua zápara. O chapéu de palha toquilla é tecida com fibras de palmeira inconfundível, que cresce nas margens do Equador. Veja assim como a Lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade. ↑ “Música de marimba e cantos e danças tradicionais da região colombiana do Pacífico Sul e da província equatoriana de Esmeraldas”.

Kiko, que de imediato o tinha visto antgriormente, será o anfitrião de seus companheiros. Era uma vez a vidall4.301: “Elojo”. 15.30 Grandes documentários. Terror: tubarões l2. “Praia perigosa”. 17h00 Debate a respeito do estado da nação. Segundo da sessão do debate sobre o assunto política geral. Vinte e um .00 Neu A 2 (nova temporada). 0.00 Documentos Tv(reportajel: “A conspiração do silêncio”.

Reportagem que aborda o complicado proce so de paz que se vive em El Salvador, após doceaños de batalha civil. Agora saem ou a luz algumas das atrocidades ocorridas ao longo do conflito. Uma delas foi o massacre de Mazote.