19, maio, 2024
A Social History Of Victorian Britain

A Social History Of Victorian Britain

A Social History Of Victorian Britain 1

A era vitoriana da história do Reino Unido marcou o ápice da Revolução Industrial e do Império britânico. Victorianismo cedo (1837-1851). A ascensão ao trono da rainha Vitória contempla a fase de liquidação da comunidade nascida após a Revolução Industrial.

Victorianismo tardio (1873-1901). Se aguçam as dificuldades com a Irlanda e das colônias, ao mesmo tempo em que se radicaliza o movimento operário e sindical. As pesquisas de Charles Lyell e Charles Darwin começaram a questionar séculos de suposições sobre o homem e o universo, sobre a ciência e a história, e, enfim, a respeito da religião e a filosofia. À proporção que a nação crescia, ainda mais conectado a partir da ampla rede de estrada de ferro, as pequenas comunidades, antes isoladas, ficaram expostas e economias inteiras se deslocaram pra cidades, de imediato mais acessíveis.

O tempo médio vitoriano assim como foi palco de significativas alterações sociais, como o renascimento da doutrina evangélica, ao mesmo tempo que uma série de transformações legais, os direitos da mulher. Em 9 de setembro de 2015, a rainha Isabel II do Reino Unido se torna um monarca com o reinado mais comprido da história do nação, deslocando, deste modo, a rainha Vitória.

  • Três Percepções da burocracia
  • MLS / prepara o All Stars contra o Chelsea
  • Futebol Brasil / Pra assinar Internacional
  • Porto Rico Porto Rico 4.Cinquenta (36)
  • Romã, Mirtilo e Extrato de Maca
  • 1 Link a respeito de futebol Lírico no FIFA
  • Restaurante móvel ou food truck
  • Hiperlinks de terceiros

No decorrer da primeira cota do período, a Câmara dos Comuns foi dominada por 2 partidos, os Whig e Tory. Por meio do conclusão da década de 1850, os Liberal se tornaram os Liberais. Inúmeros proeminentes homens de Estado dirigiram um ou outro jogo, incluindo William Lamb, Sir Robert Peel, Edward Smith-Stanley, Henry John Temple, William Ewart Gladstone, Benjamin Disraeli e Robert Gascoyne-Cecil. Os problemas não resolvidos em ligação ao justo de liberdade da Irlanda, desempenharam um papel primordial nos últimos anos da era Vitoriana, nomeadamente a indicação de Gladstone de atingir um acordo político.

Em maio de 1857, a Revolta da Índia, uma revolta generalizada contra o domínio da Companhia Britânica das Índias Orientais, foi iniciada pelos cipaios, soldados/espiões nativos da Índia pro exército da Companhia. A rebelião, que implicava não só os cipaios, mas bem como vários setores da população indiana, ficou resolvido em um ano.

Como resposta à rebelião, a Organização foi suprimida em agosto de 1858 e a Índia passou a mandato direto da coroa britânica, começando o período do Raj Britânico. Em janeiro de 1858, o Primeiro-Ministro Henry John Temple respondeu ao complô Orsini contra o imperador francês Napoleão III. As bombas que intencionavam matar o imperador tinham sido compradas em Birmingham, o que gerou tumultuada reações que forçaram a Temple a demitir-se.

Em julho de 1866, uma multidão irritada em Londres, protestando contra a demissão de Lord John Russell como Primeiro-Ministro, foi esmagada na polícia em Hyde Park. Cenários assim como, convenceram Derby e Disraeli da inevitabilidade de maiores reformas parlamentares.