19, maio, 2024
Transporte De Bogotá

Transporte De Bogotá

Transporte De Bogotá 1

O transporte de Bogotá é o efeito das interações dos diferentes sistemas de transportes. O sistema de transporte de Bogotá, na colômbia é o maior da Colômbia e se executam (2017), a por volta de 12,dois milhões de viagens diárias. Deles 42% se exerce no Sistema Integrado de Transporte Público de Bogotá, 26% no TransMilenio, 22% em carros privados, 12% a pé, de 3%, de táxi, 3% em motocicleta e 2% em bicicleta.

Bogotá, capital da Colômbia está encontrado numa savana a 2600 metros a respeito da cordilheira oriental. A cidade conta com saída pros dois lados da cordilheira, em tal grau pros planaltos orientais, como para o vale do rio Magdalena. Também conta com saídas que a conectam com as cidades e municípios da savana e da cordilheira.

  • Não ter começado a atividade antes da data em que se retrata o pedido
  • 4 Século XVIII
  • um Sociedades paleolíticas e etnografia comparada
  • 1940: Motocicleta R setenta e cinco com sidecar
  • Sandoz (Farmacêutico,196)>
  • Instituto Superior Arcebispo Loayza

Girardot – Localização – município de Soacha (entrada pela auto-Estrada do Sul). O Distrito Capital de Bogotá é restrito por duas barreiras naturais. A leste, estão as colinas a leste e a oeste estão o Rio Bogotá. O Rio Bogotá é atravessado por vias principais, na rodovia 13, via 80 e no município de Cota.

Para o sul está a reserva natural do Sumapaz (região de Sumapaz) e para o norte estende-se o muíscas. A auto-Rodovia do Norte (perto com a sétima via), conectam a Bogotá com todo o planalto. Conecta com Boyacá e Santander. Via 13, que atravessa a cidade de Fontibón, Permite conectar-se com todo o oeste do país.

Permite-lhe tomar o Backbone da Madalena pra sair para a costa atlântica, no entanto assim como permite desviar a Girardot para por isso comunicar-se com a via pra Buenaventura (Cali) ou a rua pros departamentos de Tolima e Caquetá. Via Centenário faz divisão da Via Panamericana, em trecho Simón Bolívar que une Caracas, Maracaibo, Quito e Guayaquil.

A auto-Via Sul liga a cidade com o sul e o ocidente colombiano, como este com o Equador e o resto de países do sul do continente. A Oeste, encontra-se a Avenida Estrada oitenta (pela zona de Engativá), que depois da Ponte a respeito do Rio Bogotá, torna-se a auto-Avenida Medellín-Bogotá, ligando a cidade ao noroeste colombiano.

A Estrada Suba-Cota liga a cidade com o município de Cota. Salvo o acesso a outros municípios menores, esta via serve como escolha pra sair da auto-Via do Norte e a auto-Rodovia Medellín-Bogotá. Pelo oriente médio, onde estão as colinas do leste, que liga a cidade por duas novas vias de acesso. São as chamadas avenida a Choachí e a via em La Calera. Nos próximos anos espera-se que comece a construção da rodovia Longitudinal do Ocidente (ALO), que será a via periférica do ocidente da cidade e que terá como intuito descongestionar o tráfego no interior da cidade. Começará no pedágio de Chusacá, atravessando o município de Soacha, para penetrar, logo em seguida, no perímetro da cidade, da cidade de Bosa.

Continua para o norte, passando pelas localidades de Cidade Kennedy, Fontibón, Engativá e Suba, pra, enfim, terminar no extremo norte, no sítio Caro, no Município de Chia. Esta rua se tem projetado que dá certo com um sistema de portagem electrónica free flow parelho ao de estradas de Santiago de Chile. Para a década de 1990, depois do desmonte do serviço de Bondes de Bogotá, o sistema de transporte da cidade encontrava-se à beira do colapso.

Durante décadas se debateu a respeito da construção de uma rede de transporte metropolitano, mas nunca se mostrou com o apoio do governo nacional, devendo-se rejeitar e adiar incontáveis projetos de construção de um sistema de trem metropolitano. Um desses projetos, a cargo da organização Metrobus e outros investidores estrangeiros, foi cancelado por oposição dos transportadores locais e problemas econômicos, contudo serviu de semente para o atual sistema TransMilenio. Tem prevista a construção de outras auto-estradas interurbanas, por concessões privadas, periféricos que atravessar a cidade por vias elevadas e modernizar toda a rede viária da cidade e da área metropolitana. Em 18 de novembro de 2000, foram inauguradas as duas primeiras linhas, o backbone Caracas e a avenida 80.

atualmente conta com 114 estações no decorrer de 9 zonas (sete linhas e 2 ramais), diferenciadas por uma letra e cor. O sistema conta com articulados que prestam os serviços Corrente, Expresso e Superexpreso. No início de 2008 se inventa iniciar a construção da fase 3 do sistema pela Avenida El Dorado e a Corrida em Décimo território. A linha da Sétima estrada, foi rejeitada pelo novo prefeito Samuel Moreno, mesmo que os estudos dessa rua agora haviam sido concluídos. Estima-Se que 2 milhões de bogotanos usam o sistema TransMilenio todos os dias. Foi construído, além de uma rede de linhas de Ciclorrutas de mais de trezentos km, que é a mais extensa da américa Latina, para oferecer o transporte opcional e eliminar o uso do veículo.